sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Pesquisadores identificam molécula capaz de parar o envelhecimento do corpo

Uma equipa de cientistas austríacos demonstrou que a espermidina é capaz de parar o processo natural de deterioração celular. O estudo foi publicado na revista britânica “Nature”.

Uma molécula designada espermidina poderá ser a solução para alcançar a ansiada eterna juventude celular, de acordo com um recente estudo elaborado por uma equipa de cientistas austríacos.

O estudo, publicado hoje pela revista britânica "Nature", assegura que as experiências científicas levadas a efeito até agora com moscas e vermes mostram que a administração desta molécula praticamente desconhecida para a população é capaz de prolongar significativamente a vida útil de certas células.

O envelhecimento dos mamíferos é determinado pelas diversas mudanças bioquímicas que se produzem nas suas células, uma das quais é a redução da espermidina, que se encarrega em etapas precoces da vida de favorecer o crescimento e a maturação celular.

No entanto, apesar dessa evidência, a comunidade científica não tinha percebido até agora se a espermidina era a causa ou o efeito desse envelhecimento.

O estudo dissipa esta dúvida e explica que esta molécula é capaz de travar o processo natural de deterioração celular, ajudando a eliminar os resíduos perigosos que vão sendo produzidos e instalados com o passar do tempo no coração da célula.

Vi no site da UniCv.

Nenhum comentário: