quarta-feira, 23 de setembro de 2009

4 Casos de pessoas com Super Memória no mundo

memory

      Já pensou se você terminar de ler este artigo e se lembrar de cada detalhe dele pelo resto da sua vida? Pois bem, este é o problema de pessoas que possuem memórias super-autobiográficas - e sim, isto muitas vezes é um problema, e não um dom, para essas pessoas. Suas mentes são como um HD de um computador capaz de armazenar tudo: datas, nomes completos de pessoas, números de documentos e tudo o que elas almoçaram diariamente ao longo dos anos.

      Existem apenas quatro casos confirmados de super-memória, uma desordem que os especialistas dizem ser algo relacionado ao TOC, embora com certeza existam muitas outras pessoas com este problema, mas que ainda não foram identificadas.

      Vamos agora analisar o caso de quatro pessoas com esse distúrbio, as quais foram identificadas e agora são objetos de estudo do “Center for the Neurobiology of Learning and Memory at the University of California”.

1. Bob Petrella

Bob Petrella super memória

      O produtor de um canal esportivo de Tênis, Bob Petrella, disse não precisar usar nunca a agenda telefônica dos seus celulares, pois guarda as centenas de números apenas em sua cabeça.

      Quanto aos eventos esportivos, a sua memória é ainda mais incrível. Ele tem memorizado todos os resultados dos jogos de todos os campeonatos nos últimos anos e mais: quando vê a foto de um jogo, ou uma imagem pausada, consegue se lembrar de tudo o que aconteceu, inclusive o resultado final.

      Bob também conta que se lembra de suas brincadeiras com amigos da escola desde os dois anos de idade e que tudo o que se passou há muitas décadas atrás, são imagens muito vívidas em sua mente.

2. Jill Price

Jill Price super memória

      Jill Price foi a primeira mulher a ser diagnosticada com esse problema, o qual ela se refere como sendo “desconfortante, incontrolável e totalmente exaustivo”. Recentemente ela escreveu um livro sobre o assunto, chamado “The Woman Who Can’t Forget” (A Mulher que não pode esquecer).

      Ela conta que se lembra de tudo desde os seus 14 anos de idade e que é como se ela andasse sempre com uma câmera eletrônica filmando a sua vida, “toda vez que escuto uma data, é como se um filme passasse na minha mente”, conta.

      Embora as pessoas considerem isso como um dom extraordinário, ela diz que é algo muito doloroso, pois ela nunca se esquece das vezes em que passou por momentos dolorosos na sua vida.

3. Brad Williams

Brad Williams super memória

      Embora para Jill Price esse dom seja terrível, não é o caso de Brad Wisconsin, um famoso radialista que gosta de ter a sua super-meória desafiada. Quando indagado, por exemplo, sobre o que aconteceu em 7 de Novembro de 1991, ele não é somente capaz de dizer que este foi o dia em que Magic Johnson afirmou ser HIV positivo, mas também de contar que este dia foi uma quinta-feira, novou em vários lugares e muitos outros detalhes.

      Ao contrário de Bob Petrella,  Brad não é muito fã de esportes. O que ele gosta mesmo é de cultura pop, podendo dizer, por exemplo, todos os ganhadores de Oscar nas últimas décadas e também de todas as perguntas feitas em programas de TV aos quais ele tenha assistido.

4. Rick Baron

Rick Baron super memória

      Nascido em Cleveland, Rick Baron decidiu mostrar o seu dom por todos os EUA após ver uma notícia de jornal sobre Jill Price. Ao contrário de Jill Price, Rick Baron não acha que seu dom seja uma desgraça, ele resolveu usar o seu dom para ganhar dinheiro em concursos de trivialidades em programas de TV, rádio e concursos em propagandas de marketing de lojas e produtos. Apesar de estar desempregado, ele come de graça em vários restaurantes e têm dinheiro guardado de vários prêmios que ele já faturou.

Fonte (em inglês): mental_floss

Nenhum comentário: