segunda-feira, 27 de julho de 2009

DJ britânico diz sofrer de alergia a redes Wi-Fi

      O DJ britânico Steve Miller faz parte de 2% da população mundial que sofre de alergia a ondas eletromagnéticas. Morando atualmente em uma pequena cidade no sudoeste da Inglaterra, Miller alega sofrer de vertigem e enjôos provocados pelas ondas da internet sem fio e reclama que foi praticamente obrigado a se isolar do mundo e parar de trabalhar devido à expansão exagerada do número de pontos wireless.

      Em declarações ao jornal The Sun, o DJ afirmou que se sente "exilado" no seu próprio planeta e que está cada vez mais difícil encontrar lugares que não possuam internet sem fio. "Se eu vou a algum lugar, sinto imediatamente o Wi-Fi e preciso sair correndo", explicou. O único lugar onde pode viver em paz é na sua própria casa, uma residência isolada por grossas paredes de granito em uma pequena cidade da Cornualha, região no extremo sudoeste da Inglaterra.

      Hoje, Miller só sai de casa com seu detector de ondas Wi-Fi, a fim de evitar áreas problemáticas.

      Muitos médicos são céticos sobre esta hipersensibilidade que afeta Miller e não existem respostas científicas claras sobre o assunto. O fato é que as ondas eletromagnéticas das redes de internet sem fio são do mesmo tipo que as de telefones celulares, aparelhos de TV e rádio e não existem evidências científicas sobre qualquer dano permanente ao corpo causado por estas ondas. Mesmo assim, algumas pessoas sentem mal-estar quando estão dentro do alcance de ondas de redes Wi-Fi ou de outros tipos de eletromagnetismo.

      O DJ britânico, no entanto, acredita que muitas pessoas no mundo sofrem do mesmo problema que ele e não percebem, tanto que aconselha as pessoas a desligarem sua internet sem fio em casa, para verem se muda alguma coisa. "Elas podem se surpreender", afirma.

Fonte: Terra.

Nenhum comentário: